Ouvidoria Municipal faz 393 atendimentos no primeiro quadrimestre deste ano

A Prefeitura de Porto Velho divulgou nesta semana o número de atendimentos realizados pela Ouvidoria Municipal, via telefone ou presencialmente, no primeiro quadrimestre deste ano. Ao todo, foram 393 acolhimentos nos primeiros quatro meses de 2018, sendo uma média mensal de 90 atendimentos.

O balanço mostra que foram 161 solicitações, 195 reclamações, 56 denúncias, 14 sugestões, 7 elogios. Segundo a secretária-executivada Ouvidoria, Carla Elizângela Brasil, o órgão foi criado no ano passado e os atendimentos estão aumentando. “Por isso, estes números são positivos. Através do serviço, é uma maneira da população participar da Administração Pública. Uma reclamação, por exemplo, contribui na melhoria da cidade”, comentou.

Carla informou ainda que a Ouvidoria Municipal atua como uma intermediadora na solução de problemas junto às secretarias municipais. Por demanda, foi verificado que a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) liderou a procura com 79 indicações, seguidas da Secretaria Municipal de Educação (Semed) com 58 e, em terceiro lugar, a Subsecretaria Municipal de Obras e Pavimentação (Suop), com 36.

“Nem tudo conseguimos resolver com tanta velocidade, sobretudo com o que se refere a pavimentação de vias, por exemplo. Por isso, tivemos no período 103 casos (26%) que ficaram em tramitação para atendimento naquele quadrimestre”, exemplificou Carla Elizângela, destacando que dos questionamentos, 49% foram respondidos e 25% dos casos resolvidos.

Avaliação

O prefeito da Capital, Hildon Chaves, disse que a Prefeitura segue com a avaliação de projetos. Desde o início da gestão temos a preocupação de manter um contato direto com a população. “Por isso, temos um canal especial, a Ouvidoria, para receber os seus comentários, tirar suas dúvidas e tomar providências com as denúncias”, reforçou dizendo que o Executivo Municipal está cada vez mais transparente com a população.

Serviço

A Ouvidoria Municipal funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Para mais informações, ligue 0800 6474717 ou (69) 3901 3141.